sábado, 21 de maio de 2011


a dor!

1
                    
Eu sei que não é o certo. Eu sei que é errado. Eu sei que provavelmente não vai me ajudar em porra nenhuma. Mas sabe quando você sente que tudo vai lhe levar pro mesmo lugar? Sem nenhum objetivo. Sabe o que é? Dói. E não dá pra ignorar, colocar um sorriso no rosto e fingir que está tudo bem. Não está, caralho. As pessoas te julgam o tempo inteiro e você nunca é o suficiente. Você começa a cobrar mais de si mesmo, até que vai perdendo a razão. Você se sente só, desprotegido. Você deita a cabeça no travesseiro e involuntariamente as lágrimas começam a cair dos seus olhos. Você reza pedindo para que tudo se resolva. Mas nunca adianta, esse ciclo nunca termina. E a cada vez mais, essa dor vai crescendo, crescendo… E parece ser eterna. Por mais que não seja, é difícil agora. Provavelmente, no futuro, eu terei superado tudo isso. Mas não agora. Por enquanto, só dói. Eu só me sinto indefesa. E eu queria algum conforto, no qual fosse realmente confiável. Mas eu procuro e nunca acho. E então a dor começa a me perturbar novamente. Por mais que eu sofra, eu não consigo aceitar de que isso é a escolha errada. Eu acabei me perdendo na minha própria confusão. E eu só quero que tudo se resolva, de uma vez por todas. Sabe o quanto é difícil passar por tudo isso, sozinho? Sem ninguém para lhe pedir para não chorar. Sem ninguém para te abraçar? Então, aí vem a parte que a dor se torna repentina.

1 comentários:

Érika disse...

Acho que o mundo coloca tenta pressão em nós que acabamos sufocados !
amei o texto anjo, bjbj
http://viceveersa.blogspot.com/

Postar um comentário